Blog

Geral
Compartilhar:

Programa bilíngue iniciou atuação no Colégio Universitário

Grande novidade de 2019 já é um sucesso entre alunos da Instituição

O ano letivo de 2019 começou com expectativa para pais, alunos e equipe técnico-pedagógica do Colégio Universitário. Neste ano, a Instituição trouxe uma grande novidade, o programa bilíngue da International School, que já foi premiado duas vezes consecutivas (2017 e 2018), como o “Melhor Sistema de Ensino Bilíngue” do país, no Prêmio TOP Educação.

 

A escolha do Colégio foi muito pensada e planejada, para que a implementação acontecesse da melhor maneira possível. O Universitário montou uma sala especial de computadores e dois espaços para as atividades com o material da Lego Education. Nos novos ambientes, as aprendizagens com a metodologia da International School são potencializadas.

 

A consultora pedagógica da empresa Tatiani Basso, que, mensalmente, passa uma semana na Instituição, explicou os conceitos do programa e o porquê de ele ser tão eficiente. “A International School promove uma abordagem metodológica CLIL. Essa trabalha a aprendizagem de linguagem e o conteúdo de forma integrada e adaptada à realidade e à necessidade de cada escola. Desta forma, aos alunos é dada a oportunidade de ter aulas em Inglês e não aulas de Inglês”.

 

A partir de todo esse planejamento, a educação bilíngue no Universitário tem o objetivo de ensinar em duas línguas, desenvolvem-se, portanto, o inglês e, também, competências, valores e respeito à diversidade cultural. Dentro do Colégio, a International School trabalha de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com o desenvolvimento das competências: aprender a conhecer (learning to know), aprender a fazer (learning to do), aprender a ser (learning to be) e aprender a conviver (learning to live together).

 

A consultora da International School no Universitário comentou que, ao observar tudo isso, fica claro que o Inglês pode ser uma das ferramentas para ensinar diversos conteúdos. “Os professores do Colégio que aplicam o nosso método definitivamente ensinam o Inglês e também trabalham para trazer aos estudantes muito mais do que isso”, explicou Tatiani Basso.

 

Quem atua em parceria direta com a consultora é o professor norte-americano Christopher Whitt, coordenador do programa bilíngue do Colégio. Ele acompanha o desenvolvimento das ações de perto e observa no dia a dia os resultados e a boa aplicação do sistema na Instituição.

 

Um dos pilares do programa bilíngue adotado pelo Universitário são as atividades de “Do It Yourself” (DIY) ou “Faça Você Mesmo”, que se enquadram na competência aprender a fazer, da BNCC. Por meio de propostas presentes no material, as crianças e adolescentes são convidados a serem criadores e protagonistas da própria aprendizagem. Dessa forma, o conteúdo é assimilado de forma muito mais significativa.

 

Entre as ações e desafios que chamaram a atenção no sistema DIY, estão o boliche e os amplificadores sonoros para celulares, que os alunos do Fundamental Anos Finais (6º ao 9º Ano) criaram. Com materiais recicláveis, em uma das propostas, os educandos se organizaram em equipes, prepararam os pinos e um pista de boliche, para se divertirem em uma disputada partida. Em outra atividade, eles desenvolveram um amplificador, que garantiu um volume bem alto para os celulares.

 

Outra constante no segmento dos Anos Finais é a sala de computadores, onde os alunos trabalham com jogos, nos quais as disputas são bem acirradas. Além disso, no espaço, os estudantes desenvolvem atividades no Minecraft Education. Por meio do programa, o professor passa, em inglês, algumas missões e tarefas para os alunos executarem no computador. Tudo integrado com o conteúdo, que foi visto no material.

 

De 1º ao 5º Ano, o “Faça Você Mesmo” também recebe muito espaço. As crianças atuam constantemente com o material da Lego Education. Nesse período inicial da International School no Colégio, uma das atividades que as turmas mais curtiram foi a “Messy and Organized” ou “Bagunçado e Organizado”. Os alunos encontraram a Sala Lego cheia de materiais espalhados pelo chão e tiveram que organizar tudo. Depois, divididos em grupos, utilizaram as peças e construíram cômodos de uma casa, ora organizados ora bagunçados.

 

Outro momento rotineiro e que agrada às crianças do Fundamental Anos Iniciais é o “Game Time” (Hora do Jogo). Nele, com o auxílio da tela interativa, o professor de Inglês divide as turmas em equipes e os alunos disputam os conhecimentos na língua inglesa de forma bastante divertida. As disputas entre os estudantes são intensas e eles jogam para valer, com o objetivo de serem os melhores no Inglês.

 

Na UniKids, as aulas também mudaram. Elas seguem diárias, mas, agora, são muito mais significativas e com resultados surpreendentes. Os alunos do UniBaby ao Nível P5 contam com uma sala de Lego exclusiva, equipada com uma tela interativa e com as peças, para os estudantes desenvolverem as propostas.

 

O trabalho nesse segmento envolve muito o Lego Education e tudo é adaptado à fase da vida das crianças. Por isso, na UniKids, os alunos trabalham com peças maiores e propostas menos complexas. As atividades com o material são as preferidas dos pequenos da Educação Infantil, que se divertem, enquanto aprendem nas aulas em Inglês.

 

Com múltiplas propostas, material de primeira, recursos exclusivos, treinamento (consultoria) mensal e muito uso da tecnologia, a implementação da International School é um sucesso no Colégio Universitário. Os alunos curtem bastante as aulas e aprendem de forma natural, ao serem envolvidos em um ambiente imersivo da língua inglesa.

Clique na imagem para ampliar Programa bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio UniversitárioPrograma bilíngue iniciou atuação no Colégio Universitário